JOÃO GOMES Faleceu

É toda uma geração SNTCT que vai desaparecendo,

vamos ficando mais pobres….

JOÃO GOMES

Faleceu

JOÃO GOMES

18/10/1923 – 08/01/2023

Carteiro Aposentado dos CTT – EDL(CDP) 1000

Membro da Comissão de Aposentados do SNTCT

1985 a 2016

O João, o nosso João, que nasceu e se criou em Britiande (Concelho de Lamego) há quase 100 Anos e que, como ele dizia “comeu o pão que o diabo amassou e foi curtido nas encostas do Douro”, era um homem vertical, íntegro e de firmes convicções. Era também um camarada e amigo de fácil trato, capaz de gestos que só os Homens grandes conseguem ter.

Sempre solidário o João não disse não ao seu Sindicato quando lhe foi pedido para integrar, em 1985, a Comissão Nacional de Aposentados do SNTCT criada nesse ano, o que coincidiu com a sua aposentação.

Desse ano em diante, com o Jaime Silva e o Augusto Martins, infelizmente já desaparecidos (e mais tarde com a sua companheira agora sua viúva Celeste Matias), o João foi presença diária na sede do SNTCT por mais de 25 anos até à data em que já com mais de 85 anos se “reformou da Comissão de Aposentados porque as pernas já se cansavam muito” como ele dizia com o seu ar sempre bem-disposto.

Um Homem que, depois de aposentado, se manteve 25 anos a deslocar-se diariamente para o Sindicato para dar resposta às questões dos Aposentados Sócios do SNTCT, recusando receber um tostão que fosse do mesmo (recusou até o pagamento do passe social), diz tudo do João.

É por tudo isso e porque era um querido camarada e amigo que lá estaremos todos(as), hoje e amanhã, a prestar-lhe a devida homenagem.

Até sempre Camarada João!

Lisboa, 9 de Janeiro de 2023

A Direcção Nacional do SNTCT

A Comissão Nacional de Aposentados e Reformados do SNTCT

________________________________________________________________________

O corpo do nosso Camarada João Gomes estará em câmara ardente a partir das 17H00 de hoje na Igreja de Nossa Senhora da Conceição Olivais Sul, Rua Cidade de Nampula, Olivais Sul – Lisboa. O funeral sairá da mesma Igreja amanhã, pelas 12H15 para o Crematório do Cemitério dos Olivais, onde será cremado pelas 13H00.

________________________________________________________________________

Abre aqui o comunicado em PDF » » » Faleceu o camarada João Gomes.

Até sempre Camarada Isabel!

Estamos mais pobres.

Partiu a nossa Isabel.

Isabel Vitória de Almeida Figueiredo

22-07-1943 – 06-01-20023

Aposentada dos CTT/Portugal Telecom

 

Secretária Geral do SNTCT

1978 a 1982 – 1991 a 1997

Presidente da Mesa do Plenário Nacional do SNTCT

1984 a 1990

Dirigente da CGTP-IN em diversos mandatos

 

 Abre aqui o comunicado em PDF » » » »  Até sempre camarada Isabel!

 

Uma Mulher de armas, firme nas suas convicções, arguta, inteligente, negociadora nata, uma figura incontornável da luta dos Trabalhadores e das Trabalhadoras portugueses em geral e dos Trabalhadores e das Trabalhadoras dos Correios e Telecomunicações em particular… e também uma Mulher/camarada/amiga de grande generosidade, solidária em todos os momentos e sempre atenta aos que a rodeavam com uma palavra amiga, um abraço e aquele sorriso que lhe era tão característico. Um ser de excepção que a lei da vida agora nos levou.

No SNTCT e entre os Trabalhadores e as Trabalhadoras dos Correios, Telecomunicações e Actividades Afins a Isabel, a nossa Isabel, será sempre recordada como uma das suas almas mater e figura incontornável da implantação, crescimento e vida do seu Sindicato bem como da sua Luta.

Até sempre Camarada Isabel!

 

Lisboa, 6 de Janeiro de 2023

A Direcção Nacional do SNTCT

________________________________________________________________________

Nota: O corpo da nossa Camarada estará a partir das 17 horas de hoje, dia 7/1/2023, na Igreja do Santo Condestável em Lisboa e o funeral terá lugar amanhã pelas 11H00 para o Cemitério de Benfica onde o enterro acontecerá pelas 11H30.

Encarregar-nos-emos de fazer chegar à família da nossa camarada as mensagens de condolências que nos forem enviadas para o email sntct@sntct.pt .

 

SNTCT – Boas Festas e um melhor Ano 2023

BOAS FESTAS E UM MELHOR 2023

 

A Direcção Nacional do SNTCT deseja a todos(as) os(as) seus(suas) Associados(as) e Trabalhadores(as) no activo ou aposentados(as)/reformados(as) das empresas de correios, de telecomunicações e das actividades afins, bem como às repectivas famílias, umas Boas Festas e um 2023 melhor que este que agora finda.

É também por isso que vos exortamos a, conjuntamente com todos os Trabalhadores em geral, quer Portugueses quer de todos os restantes Países (a quem estendemos estes votos de Boas Festas) a continuarmos a luta quer por melhores condições sociais e de trabalho quer por um Mundo mais justo, fraterno e solidário.

Apesar de todas as vicissitudes da época conturbada em que vivemos e do crescente ataque aos direitos e garantias dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, a luta tem que continuar nunca perdendo nós de vista que, se Mundo não pára a nossa luta também não pode parar.

Queridos(as) Camaradas, Amigos(as) e Companheiros(as) no  palmilhar da  longa estrada da vida e da dura luta dos(as) Trabalhadores(as), umas Boas Festa e um Bom Ano de 2023.

A Direcção Nacional do SNTCT.

SNTCT – A força de continuarmos juntos!

ISAC DE ANDRADE, DIRIGENTE HISTÓRIO DO SNTCT, FALECEU.

Estamos mais pobres!

ISAC DE ANDRADE

Faleceu

29/11/1929 – 23/11/2022

Ex-Dirigente Nacional e Regional(Madeira) do SNTCT

Carteiro Aposentado dos CTT

O Isac partiu e todos nós, no SNTCT e nos CTT, perdemos um amigo, um camarada e, sobretudo, um defensor acérrimo do bem-estar e dos direitos dos Trabalhadores.

Por motivos de ordem familiar (o ter de aguardar-se dos filhos imigrados na América) as exéquias fúnebres só terão lugar no próximo dia 29, dia em que completaria 93 anos de idade, sendo o seu corpo cremado pelas 10 da manhã no Cemitério de São Martinho, no Funchal. A Direcção Nacional do SNTCT já apresentou condolências à família e far-se-á representar na sua despedida.

Da Madeira, onde nasceu e viveu toda a vida, o Isac veio em 5 de Maio de 1974 para representar dos Trabalhadores dos então CTT-EP da sua Região na Assembleia Magna fundadora do SNTCT que se realizou em Lisboa.

Foi Dirigente Regional da Madeira desde sempre e Membro da Direcção Nacional do SNTCT desde 1986 até à data da sua Aposentação. Contribuiu activamente para a construção do Movimento Sindical Unitário nunca abandonando o seu Sindicato mesmo quando, como tantos outros, resistiu à intimação partidária para o fazer quando alguns queriam “partir a espinha” à CGTP-IN.

Obrigado Isac pelo que nos deste a todos. Obrigado por teres sido o amigo e camarada sempre presente nos dias bons mas principalmente nos dias menos bons. Partiste e de ti, embora continues presente, ficam-nos as saudades.

Até sempre camarada!

A Direcção Nacional do SNTCT

aBRIR AQUI EM FORMATO pdf » » » ISAC DE ANDRADE

 

COMUNICADO SNTCT CORREIOS 4-2022

9 DE OUTUBRO

DIA MUNDIAL DOS CORREIOS

Em Portugal, hoje, ainda sobram alguns motivos de celebração deste dia, aos Portugueses e aos Trabalhadores dos Correios?

O dia 9 de Outubro foi declarado Dia Mundial dos Correios pelo Congresso da UPU – União Postal Universal realizado em Tóquio, no Japão, no ano de 1969. O dia escolhido, o 9 de Outubro, é o da criação da UPU (de que Portugal é País Fundador), em Berna, no ano de 1874.

Abrir aqui o comunicado em formato PDF: 2022-04 CTT CORREIOS

Pretendeu-se com isso consciencializar pessoas e instituições sobre o papel dos correios na vida dos povos. Consciencializar os homens e as mulheres sobre o papel dos Correios na sua vida diária e o papel dos mesmos no desenvolvimento e coesão social, económica e territorial de todos os países e de cada país em particular.

Naqueles dias os Serviços Postais pertenciam aos Estados, incrementava-se o desenvolvimento de procedimentos, começava a investir-se em tecnologia, tudo para aumentar a qualidade na sua prestação tendo como fim principal a satisfação das necessidades dos cidadãos no que respeitava à comunicação.

Desde aquele dia que os trabalhadores dos CTT, dos Correios Portugueses, o comemoraram em festa e, melhor, com muito orgulho. Foi assim desde 1969, com mais ou menos razões para o fazerem, até ao momento em que, na segunda metade da primeira década deste Século, começou a ser preparada a criminosa privatização dos CTT, que veio a ser concretizada entre 2013 e 2014. Continua assim porque o Governo, que deveria ter revertido a privatização, preferiu “varrer os problemas para debaixo do tapete” e, incrível, ainda premiar a Gestão Privada dos CTT dando-lhe um Contrato de Concessão do SPU perfeitamente leonino.

Neste 9 de Outubro de 2022, tal como nos últimos 10 anos, aos Trabalhadores dos Correios Portugueses resta, em vez da festa e da comemoração, a luta. A luta porque há que dar a volta a estes CTT de forma a que, deles, possamos sentir orgulho de novo. Alguma dúvida? Então vejamos…

 

  • O desinvestimento na prestação do Serviço Postal Universal, a confrangedora falta de pessoal nos sectores operacionais dos CTT, os giros de distribuição atamancados que levam à triste imagem de populações sem distribuição de correio duas semanas e mais, as Estações de Correio com filas de espera intermináveis?

  • O não aumento de salários e a evidente tentativa de desqualificação profissional dos Trabalhadores CTT? A falta de Trabalhadores e de condições de trabalho?

  • Os CTT a serem notícia todos os dias pelas piores razões? O perderem clientes erradas políticas de gestão em que ninguém é responsabilizado enquanto, por tudo e por nada, carregam sobre os CRT’s e os TNG’s?

  • A falta de respeito da gestão privada dos CTT pelos cidadãos e pelas suas obrigações enquanto empresa concessionária da prestação do Serviço Postal Universal?

  • As sucessivas multas aplicadas pela ANACOM por não cumprimento dos padrões de qualidade? A mesma ANACOM que, cuja actual gestão pela primeira vez desde a criação do Regulador, tem meritoriamente vindo a cumprir cabalmente as suas funções e a regular a favor de Portugal e dos Portugueses ?

  • A frouxidão do Governo e do seu Primeiro-Ministro que, perante o descalabro da prestação do serviço pelos CTT e a chantagem levada à prática pela sua Gestão Privada, “chutou para canto”, fazendo de conta que os problemas não existem, enquanto incompreensivelmente, ao invés de anunciar a Renacionalização dos CTT cumprindo a vontade da generalidade dos Portugueses, não só não o fez com, incompreensivelmente, desautoriza publicamente, de forma nem sempre velada, a ANACOM?

É isto que vamos comemorar? Não obrigado. Vamos lutar…

  • Por melhores condições de trabalho, pelo preenchimento dos postos de trabalho vagos e por trabalhadores em número suficiente;

  • Por salários justos e que respeitem a qualificação profissional de todos os que trabalham na Empresa;

  • Por uns CTT que voltem a prestar um Serviço Postal de qualidade, nomeadamente o Serviço Postal Universal. Um Serviço Postal que volte a ser motivo de orgulho quer para os trabalhadores que o prestam quer para o País e os Portugueses;

  • Enquanto nos sobrarem forças para que os CTT voltem a ser postos ao serviço do País e dos portugueses, até que os CTT voltando à posse do Estado, de onde nunca deviam ter saído.

Basta de desrespeito para com os Trabalhadores e os Utentes/Clientes dos CTT.

Basta de destruição da qualidade e da estrutura da Empresa.

Basta de comprometimento do futuro dos CTT só para que os accionistas encham ainda mais os bolsos.

Vamos continuar a lutar com a certeza de que havemos de recuperar o orgulho nos CTT e que um dia voltaremos a ter orgulho e vontade de comemorarmos em festa o Dia Mundial dos Correios.

VIVA OS TRABALHADORES E

AS TRABALHADORAS DOS CTT!

 

www.sntct.ptwww.facebook.com/sntctwww.instagram.com/sntct7 –  https://twitter.com/SNTCT

 

SNTCT – a força de continuarmos juntos!

COMUNICADO CONJUNTO CTT

CTT-CORREIOS

OS 7,50€ DE AUMENTO MENSAL IMPOSTO UNILATERALMENTE EM 2022 A CADA TRABALHADOR, CONTINUAM A SER UM GOZO COM QUEM TRABALHA E MANTÉM A EMPRESA A FUNCIONAR.

Abre aqui o comunicado em PDF: COMUNICADO CONJUNTO GREVE CTT 31OUT E 2 NOV 2022

PERANTE O AGRAVAR DA SITUAÇÃO, NADA MAIS RESTA AOS SINDICATOS QUE PROPOREM A LUTA AOS TRABALHADORES CTT. VAMOS A ISSO?

GREVE GERAL NOS CTT

31 DE OUTUBRO E 2 DE NOVEMBRO

pois razões não nos faltam.

  • EM 2022 OS CTT AUMENTARAM OS PREÇOS NUM MÍNIMO DE 6,8%, ENQUANTO IMPUNHAM UNILATERALMENTE UM AUMENTO DE 7,50 EUROS A CADA UM DOS SEUS TRABALHADORES.
  • EM SETEMBRO DE 2022 A INFLAÇÃO GALGOU PARA OS 9,3% SEGUNDO O INE.
  • EM AGOSTO DE 2022 O ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR SUBIU 6,3% EM RELAÇÃO A FEVEREIRO;

Exemplos: A carne +16,7%, o pão e cereais +10,7%, o peixe +8,7%, as frutas +13,7%), o leite, queijo e ovos +10,3%, os óleos e gorduras alimentares +22,9% (só os óleos alimentares +36,2%), a electricidade +28%, gás natural +35,5%, os combustíveis +28% (gasóleo +8,2% e a gasolina mais 1,2%), …, …

TUDO ISTO ENQUANTO OS ACCIONISTAS DOS CTT, DIRECTA OU INDIRECTAMENTE, ENCHIAM OS BOLSOS COM 36 DOS 38 MILHÕES DE EUROS DE LUCRO OBTIDOS EM 2021, GANHOS À CUSTA DAS MÁS CONDIÇÕES DE TRABALHO, DA FALTA DE PESSOAL,… E DA DESQUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR VIA DA DESVALORIZAÇÃO DOS SALÁRIOS.

BASTA!

A discussão dos problemas bem como desta proposta de luta continua no local próprio, os locais de trabalho.

Todos(as) juntos(as) vamos conseguir!

Lisboa, 6 de Outubro de 2022

COMUNICADO SNTCT INTELCIA – 3-2022

Greve na INTELCIA

15 OUTUBRO!

 

Abre aqui o comunicado em PDF: SNTCT INTELCIA (3)

O SNTCT, enviou um pré-aviso de Greve à Intelcia, para dia 15 de Outubro, para permitir que os trabalhadores possam participar na Manifestação convocada pela CGTP-IN, em luta por questões que abrangem directamente todos os Trabalhadores da Empresa independentemente do seu posto de trabalho e/ou profissão.

  • PELO AUMENTO DOS SALARIOS;
  • CONTRA O AUMENTO DO CUSTO DE VIDA;
  • CONTRA O ATAQUE AOS DIREITOS.

  MANIFESTAÇÃO NACIONAL

Lisboa 15H Cais do Sodré

Porto 15H Campo 24 Agosto

 

A LUTA CONTINUA, NA EMPRESA E NA RUA.

SINDICALIZA-TE NO SNTCT!

Página Web: www.sntct.pt – Email: sntct@sntct.pt – Facebook: www.facebook.com/sntct – Instagram: www.instagram.com/sntct7 – Twitter: https://twitter.com/SNTCT

 

SNTCTa força de continuarmos juntos!

COMUNICADO COMJUNTO ALTICE 19 SETEMBRO 2022

INÍCIO DA CARAVANA EM DEFESA DOS PLANOS DE SAÚDE E DOS SALÁRIOS!

 

Os Sindicatos da Frente Sindical, decidiram voltar a percorrer o país para realizar plenários em todos os maiores locais de trabalho do continente e ilhas.

Abre aqui este comunicado em PDF » » » Comunicado Frente Sindical_19- 9 – 2022 – Aumento intercalar dos salários e ACS

Decidimos que estes plenários se realizam, regra geral à porta dos edifícios, para os beneficiários que não estão no activo poderem participar. 

O objectivo é continuar o debate e o esclarecimento e mobilização sobre dois temas, Planos de saúde e Aumentos salariais intercalares.

Planos de saúde

Relativamente aos Planos de Saúde o objectivo da Adm. da Altice é dar uma tremenda machada nos Planos de Saúde com as pretensas e brutais alterações, com as consequências daí resultantes para os Beneficiários.

TALVEZ OS BENEFICIÁRIOS PENSASSEM QUE A ADM. DA ALTICE NÃO FOSSE CAPAZ DE IR TÃO LONGE NO ATAQUE AOS 3 PLANOS DE SAÚDE, MAS O RESULTADO ESTÁ A VISTA.

Por um lado, é uma desumanidade sem limites, embora já estejamos habituados, porque tem sido a prática desde sempre.

A situação económica da empresa está de boa saúde e tem sempre aumentado as receitas, mas a resposta aí está, e agora com dados concretos que não deixam dúvidas da situação que os sindicatos da Frente sindical informaram e esclareceram nos plenários feitos anteriormente.

Nunca os trabalhadores melhoraram as suas condições de trabalho e defenderam os seus direitos, sem se mobilizarem e intervindo!

Aumentos salariais intercalares

Os sindicatos da “Frente Sindical” apresentaram no dia 3 de Julho à administração da ALTICE uma proposta nesse sentido, traduzida no seguinte:

  1. Aumento intercalar de 50€ em cada salário base, com efeitos a 01.07.2022;
  2. Salário mínimo praticado no Grupo com o valor de 835€, com efeitos a 01.07.2022.

A resposta da empresa foi negativa, informando que não iam rever os salários nesta altura.

Na reunião do passado dia 25 de Julho com a CEO, esta afirmou que o assunto estava a ser estudado.

NO DIA 2.9.2022, A FRENTE SINDICAL VOLTOU A QUESTIONAR A CEO, SE JÁ TINHAM CONCLUÍDO O ESTUDO E TRANSMITINDO QUE ESPERÁVAMOS QUE A CONCLUSÃO FOSSE NO SENTIDO DA APLICAÇÃO DOS AUMENTOS PROPOSTOS.

A resposta chegou no dia 8 de Setembro a qual transcrevemos.

À

Frente Sindical

SINTTAV/SNTCT/STT/FE/SINQUADROS

Sua referência           Sua comunicação               Nº referência             Data

02/09/2022                                                            08/ 09/ 2022

 

Assunto: Resposta à proposta de aumentos salariais intercalares

 

Exmos. Senhores,

Em resposta à proposta de aumentos salariais intercalares que essa Frente Sindical dirigiu à CEO, Dra. Ana Figueiredo, cumpre à Direcção de Recursos Humanos informar que o Comex tem vindo a acompanhar atentamente os impactos da inflação ao nível dos diversos stackholders da Altice.

No que respeita especificamente aos trabalhadores, o acompanhamento é realizado através de análises comparativas com o mercado, por forma a que se possa actuar nas situações de maior criticidade. Nesse sentido, temos vindo a proceder a diversas revisões salariais, as quais terão impacto, sobretudo, no 4o trimestre, não estando, de momento, previstas actualizações salariais generalizadas.

Os melhores cumprimentos,

Direcção de Recursos

Nota. A resposta e atitude da Adm. da Altice, revela mais uma vez a sua total aversão à procura de soluções através do diálogo social, o único caminho que conhece é o do “posso, quero e mando, como se Portugal fosse uma “República de bananas”, sem leis, como aquela de onde a CEO regressou, mas engana-se que cá a situação é diferente.

Além do mais, esta resposta configura uma discriminação de trabalhadores, que irá ter naturalmente a sua resposta adequada e no lugar certo.

Será que para a Adm. a inflação não abrange todos os trabalhadores da mesma maneira?

 

PARA A FRENTE SINDICAL ESTÁ MUITO CLARO QUE AS NOSSAS REINVIDICAÇÕES, POR MAIS JUSTAS QUE SEJAM, NÃO SE ALCANÇAM SEM RESPOSTA E INTERVENÇÃO DOS TRABALHADORES/BENEFICIARIOS

 A LUTA NÃO É SÓ FEITA PELOS DIRIGENTES SINDICAIS

A LUTA SÓ FAZ SENTIDO E PODE TER RESULTADOS, SE TIVER A ADESÃO DOS TRABALHADORES

A LUTA CONTINUA NA ALTICE E NA RUA!

                                                                                                                     

19 de Setembro 2022

 

COMUNICADO CONJUNTO ALTICE – 13_09_2022

ALTICE COMUNICA AS ALTERAÇÕES QUE PRETENDE IMPOR AOS PLANOS DE SAÚDE

ASSIM NÃO, SENHORES DONOS DA ALTICE!

 

Abre aqui o comunicado em PDF: Comunicado Frente Sindical_20220912

 

Transmitir más notícias em período de férias é uma marca já conhecida da gestão Altice, pois foi no Verão de 2017 que avançou com a Transmissão de Estabelecimento de 155 trabalhadores, foi no Verão de 2021 que avançou com o despedimento Colectivo de 203 trabalhadores (número final) e que pretende apanhar os trabalhadores e suas ERCT ausentes.

Agora em 2022, a Altice aproveitando a época de férias por excelência (Agosto), enviou uma comunicação aos beneficiários dos Planos de Saúde (Clássico, Corporativo Tipo I e Tipo II) a comunicar as malfeitorias que pretende impor a partir de Janeiro de 2023 nos mesmos.

Mais uma vez, usando os argumentos falaciosos da sustentabilidade e do aumento dos custos incomportáveis na saúde, mas todos sabemos que a Altice o que pretende é transferir responsabilidades e custos da empresa para os beneficiários.

POR NECESSIDADE (SERVIÇO DA DÍVIDA DEVIDO AO AUMENTO DAS TAXAS DE JURO) OU POR OPORTUNIDADE (VALORIZAÇÃO DA EMPRESA À CUSTA DA VENDA DE PATRIMÓNIO, DE FATIAS DO NEGÓCIO E DA REDUÇÃO DAS RESPONSABILIDADES FUTURAS) PREPARAR A ALTICE PARA A VENDA É VERDADEIRO OBJECTIVO DOS DONOS E ESTAS ALTERAÇÕES AOS PLANOS DE SAÚDE FAZEM PARTE DESSA ESTRATÉGIA. TUDO O RESTO É CONVERSA FIADA!

Este ataque só tem o objectivo de aumentar de forma exponencial o valor da empresa numa futura venda ou melhorar o quadro financeiro numa renegociação da dívida da Altice (dívida monstruosa que passa dos 50.000 milhões de euros se considerarmos a Altice USA), mesmo que para isso destrua a vida de muitos trabalhadores e ex-trabalhadores desta casa.

Porque os donos da Altice e a gestão que implementa através das decisões a estratégia por eles definidas estão-se nas tintas com os malefícios das suas decisões, nomeadamente querem acabar com a componente solidária nos Planos de Saúde (quanto mais se ganha mais se paga de quota e quanto mais doente se é mais cuidados de saúde se tem), os trabalhadores têm de tomar nas suas mãos a defesa dos seus direitos e agir em conjunto com os Sindicatos da Frente Sindical na defesa dos Planos de Saúde e na exigência da valorização dos salários (a exigência de aumentos intercalares num ano em que a inflação está em 9%, dados do INE a 31 de Agosto, continua a ser uma prioridade para os Sindicatos da Frente Sindical).

SINDICATOS DA FRENTE SINDICAL TÊM OS SEUS ADVOGADOS A TRABALHAR NA VERTENTE JURÍDICA

Esta Luta de “emergência social” será travada na Empresa, na Rua e nos Tribunais (caso as alterações unilaterais avancem, iremos também demonstrar que as mesmas não podem ser implementadas sem o acordo das ERCT e dos beneficiários).

A Frente Sindical que está a organizar a defesa dos beneficiários dos Planos de Saúde (activos e não activos e de todos os familiares inscritos), através da mobilização e da denúncia pública, não descorou a vertente jurídica e já trabalha em futuras ações contra as alterações unilateralmente anunciadas, caso a Luta de massas não obrigue a Altice a recuar.

BENEFICIÁRIO, QUANDO TE PEDIREM DOCUMENTAÇÃO PARA VALIDAR AS ALTERAÇÕES QUE A ALTICE PRETENDE DEVES ENVIAR UMA DECLARAÇÃO CONJUNTAMENTE COM OS MESMOS A ASSUMIR OPOSIÇÃO

Sempre que os beneficiários forem confrontados com o pedido de documentos pela Altice ou pela ACS para validar a sua inscrição ou atualizar a situação num contexto das alterações anunciadas, os documentos devem ser acompanhados de declaração a transmitir que o envio da documentação solicitada não implica a concordância do beneficiário às alterações ao seu Plano de Saúde.

Nota importante: Deve ser enviada cópia da declaração para o Sindicato onde está associado.

________________________________________________________________________

 

DECLARAÇÃO

 

Exmos. Senhores,

Nome…., beneficiário do Plano de Saúde… n.º —-, respondendo à comunicação de Vexas. De ……….., venho transmitir o seguinte:

  1. Não dou o meu acordo às alterações introduzidas de forma unilateral pela Empresa no Plano de Saúde, no qual me inscrevi através de ficha de inscrição;
  2. No entanto, e com o único objetivo de evitar maiores prejuízos para os beneficiários-inscritos, envio os elementos/documentos que me foram solicitados para o efeito;
  3. Esta posição não envolve, porém qualquer acordo ou aprovação às referidas alterações, pelo que reservo o direito de poder vir a impugná-las, se for caso disso, inclusive pela via judicial.

Sem outro assunto, subscrevo-me

 

                                                                                Assinatura conforme BI/CC

________________________________________________________________________

 

Sabemos que esta “BATALHA VAI SER DURA”, mas tem de ser travada pois está em causa a defesa dos Planos de Saúde, o futuro da ACS e no limite a vida dos beneficiários.

BENEFICIÁRIO DOS PLANOS DE SAÚDE, TRABALHADOR ACTIVO, SUSPENSO, PRÉ-REFORMADO, REFORMADO/APOSENTADO ESTÁS CONVOCADO PARA OS PLENÁRIOS QUE A FRENTE SINDICAL IRÁ REALIZAR E QUE BREVEMENTE SERÃO CALENDARIZADOS, PARA EXIGIR OS AUMENTOS SALARIAIS E BARRAR O CAMINHO ÀS ALTERAÇÕES DOS PLANOS DE SAÚDE.

A LUTA CONTINUA, NA EMPRESA E NA RUA!

 

FALECEU

JOÃO FIGUEIREDO

10/04/1944 – 13/07/2022

ESTAMOS MAIS POBRES

João Célio de Almeida Figueiredo

CRT APOSENTADO DOS CTT (ECC2 – CTC2N – CDC20) LISBOA

Associado 13522 do SNTCT

EX-DIRIGENTE REGIONAL E NACIONAL do SNTCT

Soubemos ontem da partida do nosso Figueiredo.

Foi a sua companheira de toda a vida (na foto ao seu lado, em 2018, nas Comemorações do 25 de Abril na Avenida da Liberdade) que nos ligou para nos dar a notícia e pedir desculpa a todos no SNTCT e aos colegas de trabalho do Figueiredo por não o ter feito antes (o que se percebe pois as últimas duas semanas têm sido bastante difíceis para ela e para os seus filhos). A toda a família deixamos aqui de novo as mais sentidas condolências.

Não estivemos por isso nas cerimónias fúnebres do Figueiredo mas, como ele diria do alto do seu pragmatismo e da sua militância e profunda amizade ao nosso Sindicato, foi como se lá tivéssemos estado.

Para muitos o seu nome não dirá nada mas o Figueiredo, na sua simplicidade de homem beirão (São Pedro do Sul) sempre foi uma das muitas pedras basilares nas sucessivas Direcções do SNTCT pelas quais passou, tendo preferido sempre manter-se “longe das luzes” mas sempre presente nos bons e sobretudo nos maus momentos pelos quais passaram o SNTCT, as suas e os seus associados e as Trabalhadores e Trabalhadoras Portugueses em geral.

Lutou até ao fim com a mesma dignidade e força mas não conseguiu vencer o seu último inimigo, na batalha que havia de levar do nosso convívio. 

Figueiredo, querido amigo e camarada, aqui te deixamos o abraço apertado de sempre e, disso podes estar certo, nas próximas comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio lá estarás ao nosso lado como sempre estiveste desde que a Liberdade chegou e para cuja chegada e implantação tanto lutaste.

Até sempre camarada!

1 2 3 13