COMUNICADO CONJUNTO CTT – 21JUNHO2022

GREVE NOS CTT DE 17 DE JUNHO

ADESÃO MUITO ELEVADA 

A resposta dos trabalhadores foi inequívoca: 

QUEREM AUMENTOS SALARIAIS

QUE REPONHAM O PODER DE COMPRA

ESTÃO DISPOSTOS A LUTAR

PARA O CONSEGUIR!

Abre aqui o comunicado em PDF; Comunicado sindicatos CTT
No dia 17 de Junho, trabalhadores de todos os sectores da empresa aderiram à luta convocados pelos Sindicatos. 
A ADESÃO FOI DE 66%
Houve muitos locais de trabalho em que adesão foi de 100%, quer no Atendimento quer na Distribuição.
Houve locais de trabalho encerrados apesar de as chefias serem “obrigadas”
a não fazer greve sob pena de serem exoneradas (a este propósito faremos uma informação acerca da posição de uma “organização” – ANRED).
Muitos trabalhadores manifestaram-nos a sua determinação em continuar com formas de luta para obrigar a CE a negociar aumentos salariais justos e em prazo útil.
Nas próximas semanas realizar-se-á a conciliação do processo negocial. Ainda esta semana vai realizar-se uma reunião de sindicatos para analisar a situação e o prosseguimento da luta.
OS CTT SERÃO OBRIGADOS
A RETOMAR AS NEGOCIAÇÕES!
A LUTA VAI CONTINUAR.
Lisboa, 21 de Junho de 2022

COMUNICADO CONJUNTO CTT 31Maio2022

GREVE GERAL NOS CTT

17 JUNHO 2022

Abrir a versão PDF do comunicado >>> Comunicado sindicatos CTT 31 Maio_2 2022

A GREVE DO DIA 25 DE MAIO DEMONSTROU O DESCONTENTAMENTO DOS TRABALHADORES!

OS CTT NADA DISSERAM, IGNORANDO AS EXPECTATIVAS DOS TRABALHADORES A LUTA VAI CONTINUAR

GREVE GERAL NOS CTT
17 DE JUNHO DE 2022

Os Sindicatos subscritores deste comunicado estão unidos nesta luta e efectuarão as acções necessárias para levar a cabo a mobilização dos trabalhadores, já a partir de amanhã.

O PREÇO DA PAZ SOCIAL

NÃO PODE VALER 7,5€,

TEM QUE SER MUITO SUPERIOR!

TRABALHADORES TÊM RAZÃO!

AUMENTO DO CUSTO DE VIDA EXIGE AUMENTOS SALARIAS!

A TAXA DE INFLAÇÃO JÁ VAI EM 8%!

COMUNICADO SNTCT CALL CENTERS 2-2022

CALL CENTERS

Greves

10, 13 e 24 junho

 

Comunicado em PDF » » » SNTCT CALL CENTERS 2-2022

 

  • A empresa não paga o trabalho feito em dia feriado de acordo com a lei;
  • A empresa continua a recusar discutir e negociar escalas de feriados e folgas;
  • A Empresa não negoceia aumentos salariais;
  • A Empresa não negoceiam a redução do horário;
  • A empresa não negoceia o caderno reivindicativo aprovado pelos trabalhadores.

PRÉ-AVISO GREVE NA

RANDSTAD, MANPOWER, VERTENTE HUMANA E RH-MAIS  

A LUTA CONTINUA

 

Página Web: www.sntct.pt – Email: sntct@sntct.pt – Facebook: www.facebook.com/SNTCToSindicato – Instagram: www.instagram.com/sntct7 – Twitter: https://twitter.com/SNTCT

 

 

            SINDICALIZA-TE NO SNTCT           

 

sntcta força de continuarmos juntos!

COMUNICADO SNTCT INTELCIA 2-2022

INTELCIA

Greves

10, 13, 24 e 29 Junho

Abre aqui o comunicado em formato PDF » » » SNTCT INTELCIA 2-2022

  • A empresa não paga o trabalho feito em dia feriado de acordo com a lei;
  • A empresa continua a recusar discutir e negociar escalas de feriados e folgas;
  • A Empresa não negoceia aumentos salariais;
  • A empresa não negoceia a redução horário de trabalho
  • A empresa não negoceia o caderno reivindicativo aprovado pelos trabalhadores.

 

“SOMOS A VOZ DA ALTICE”

A LUTA CONTINUA!

Página Web: www.sntct.pt – Email: sntct@sntct.pt – Facebook: www.facebook.com/SNTCToSindicato – Instagram: www.instagram.com/sntct7 – Twitter: https://twitter.com/SNTCT

 

SINDICALIZA-TE NO SNTCT

sntcta força de continuarmos juntos!

COMUNICADO CONJUNTO CTT – Greve 25 Maio

GREVE GERAL NOS CTT

2 HORAS POR TRABALHADOR

NO DIA 25 DE MAIO DE 2022

Aumentos médios = 0,8%

Inflação = 7,2% 

BASTA!

Abre aqui o comunicado em PDF: Comunicado sindicatos CTT 14 Maio_2 2022

ESTÃO A GOZAR CONNOSCO.

PORQUE OS CTT ESTÃO A PREJUDICAR OS TRABALHADORES AO APLICAR POR ACTO DE GESTÃO AUMENTOS, SALARIAIS DE 7,50€ AO MESMO TEMPO QUE DISTRIBUEM 18 MILHÕES DE EUROS PELOS ACCIONISTAS E USAM O DINHEIRO PARA INVESTIR NO BANCO E NA RECOMPRA DE ACÇÕES PARA DIVIDIR PELOS QUADROS DE TOPO.

Esta luta realiza-se no dia em que são pagos os vencimentos e numa altura em que a inflação é de 7,2% e será um primeiro sinal que os trabalhadores darão porque outras acções se seguirão, definidas pelos Sindicatos e pelos trabalhadores:

O período em que se realizam as greves será o seguinte:

Locais de trabalho Períodos das greves
CDP’S, REDE DE LOJAS, CLD’S E CAD´S e CALM do FUNCHAL Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho
CPL-C Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho
LOGÍSTICA/TRANSPORTES de COIMBRA e C. BRANCO Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho
CPL-N e LREN Últimas 2 horas do período normal de trabalho
LOGÍSTICA/TRANSPORTES do CPL-N Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho
CP-PV prior velho e COI Famões Últimas 2 horas do período normal de trabalho
OIR e MAIL MANAGER Últimas 2 horas do período normal de trabalho
CPL-S, PRINTIG e FINISHING e SAD Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho e últimas 2 horas do período normal de trabalho
LOGÍSTICA/TRANSPORTES do CPL-S Primeiras 2 horas do primeiro período de trabalho e últimas 2 horas do período normal de trabalho

UNIDOS VAMOS VENCER

A LUTA VAI CONTINUAR.

 

Lisboa, 14 de Maio de 2022

COMUNICADO CONJUNTO ALTICE ACS – 5 MAIO 2022

A LUTA CONTINUA!

OS TRABALHADORES E BENEFICIÁRIOS
CONTINUAM A DEMONSTRAR TODA A DESPONIBILIDADE PARA DEFENDER OS SEUS
PLANOS DE SAÚDE!

Abre aqui o comunicado em PDF: Comunicado Frente Sindical – plano de saude 5-5-2022 coimbra – aveiro

Os trabalhadores e beneficiários estão mobilizados e conscientes do ataque brutal por parte dos “oligarcas” da Altice aos planos de saúde da empresa. Nas concentrações de Coimbra e Aveiro os trabalhadores mostraram toda a disponibilidade para participar em todas as acções que a Frente Sindical venha a realizar.

AS TRÊS EXIGÊNCIAS DA FRENTE SINDICAL

Em relação aos Planos de Saúde a Frente Sindical tem vindo a fazer as três seguintes exigências à Altice:

1. Se a empresa aceita alargar o Plano Clássico a toda a população do Grupo Altice, como forma de garantir a sustentabilidade deste?

2. A empresa vai honrar os seus compromissos de actualização da tabela das quotas dos familiares dos beneficiários titulares em múltiplos do salário mínimo da empresa, desde 1 de Janeiro de 2016?

3. Quando reúne o Conselho Técnico para analisar e votar os Relatórios de Actividades e Contas de 2021 e o Plano de Actividades e Orçamento para 2022, porque estamos no final do quadrimestre de 2022.

Estes temas para a Frente Sindical são os mais importantes e esperamos que sejam aceites pela empresa.

Paralelamente, o enorme aumento de preços de bens e serviços essenciais exige medidas que ponham travão à especulação que caracteriza muitas destas subidas. Esta situação exige também que o poder de compra dos trabalhadores, reformados e pensionistas seja aumentado, repondo, antes de mais, o que lhes foi roubado nestes primeiros meses do ano por via da especulação e transferido directamente para os bolsos do grande capital!

O parco aumento de 15 euros na Altice já foi absorvido pelo aumento dos preços de bens e serviços essenciais.

A vida prova que não há alternativa à luta, que esta é decisiva para avançar, para aumentar salários e manter os planos de saúde, factores indispensáveis para garantir um futuro para os trabalhadores do Grupo Altice. É preciso uma política de gestão alternativa, que distribua a riqueza de forma justa, que respeite e valorize o trabalho e os trabalhadores.

O processo de ataque aos Planos de Saúde em curso promovido por uma gestão prepotente e arrogante, de aproveitamento da actual situação que vivemos para desencadear um brutal aumento de preços no plano de saúde com encargos só para os trabalhadores e beneficiários, degrada ainda mais o poder de compra dos salários e das pensões, afectando de forma mais violenta estes.

Em todas as lutas que temos desenvolvido e iremos desenvolver, os trabalhadores podem confiar na Frente Sindical, vamos continuar a identificar a política de gestão que está na origem dos problemas e desequilíbrios que há muito afectam os trabalhadores da Altice.

Afirmamos que não há inevitabilidades e assumimos o compromisso de em unidade continuar a lutar em torno das reivindicações dos trabalhadores e beneficiários.

A luta desenvolvida pela Frente Sindical que tem permitido aumentar salários, defender e conquistar direitos e manter os actuais Planos de Saúde é o caminho que temos de continuar a percorrer todos os dias.

A LUTA VAI CONTINUAR NA EMPRESA E NA
RUA COM PLENÁRIOS E CONCENTRAÇÕES
MOBILIZANDO E ESCLARECENDO OS
TRABALHADORES E BENEFICIÁRIOS DOS
PLANOS DE SAÚDE DA ALTICE.

SE A EMPRESA NÃO ARREPIAR CAMINHO A
RESPOSTA VAI SER DADA NA RUA!

SINTTAV – SNTCT – STT – FE – SINQUADROS

COMUNICADO CONJUNTO SOBRE NEGOCIAÇÕES CTT


Comunicado conjunto

MATÉRIA SALARIAL NOS CTT 2022

NEGOCIAÇÕES TERMINARAM ONTEM

CTT APRESENTARAM A SUA ÚLTIMA PROPOSTA, QUE NÃO FOI ACEITE POR NENHUM SINDICATO

7,50€ DE AUMENTO PARA VENCIMENTOS ENTRE 705,01€ E 2853,17€

– 38,4 MILHÕES DE EUROS DE LUCRO

– INFLAÇÃO DE 7,2% (CONTINUA A AUMENTAR)

– AUMENTO GALOPANTE DO CUSTO DE VIDA

CTT OFENDEM TRABALHADORES E APLICAM 7,50€ DE AUMENTO.

PARA NÃO PREJUDICAR OS TRABALHADORESVAMOS APLICÁ- POR ACTO DE GESTÃO”.

É vergonho e quase irracional o despudor da gestão dos CTT.
Tudo para os accionistas, para investir no Banco e migalhas para os trabalhadores (0,25€/dia).

ISTO É BRINCAR COM OS TRABALHADORES!

VAMOS DECIDIR A RESPOSTA A DAR!

Lisboa, 5 de Maio de 2022

5 DE MAIO – O SNTCT NASCEU HÁ 48 ANOS.

1974 – 5 de Maio – 2022

O SNTCT nasceu há 48 anos.

Chegou o dia 5 de Maio, o dia em que o SNTCT completa 48 anos de existência, de coerência, de fraternidade, de solidariedade,… mas também 48 de luta sempre em prol dos direitos, liberdades e garantias dos seus Associados e das suas Associadas e de todos os Trabalhadores e Trabalhadoras portugueses.
Ao longo destes 48 anos, gerações e gerações de dirigentes, delegados(as), activistas e associados(as) deste nosso Sindicato, o SNTCT, “O Sindicato”,  têm vindo a honrar os princípios fundadores decididos naquele dia 5 de Maio.
Temos honrado dessa forma a decisão tomada por aqueles mais de 10.000 Homens e Mulheres que, oriundos de todos os pontos do País, encheram naquele dia por completo o Pavilhão dos Desportos de Lisboa (hoje Pavilhão Carlos Lopes).
Homens e Mulheres que, naquele dia, conseguiam realizar o que há muito ambicionavam e pelo que muito tinham lutado: terem o Sindicato que o regime fascista lhes negara desde sempre até à Revolução de 25 de Abril de 1974 – Um Sindicato vertical onde coubessem todos os trabalhadores dos Correios e Telecomunicações.
Não podemos aqui escquecer, como é óbvio, os Homens e as Mulheres que em 1970 e 1971 constituiram as duas Comissões Pró-Sindicato e que, por força disso, foram perseguidos, prejudicados pessoalmente e profissionalmente e até presos pela PIDE-DGS, a polícia política do Estado Novo Fascista.
Nasceu assim o SNTCT.
Hoje, 48 anos volvidos, numa realidade diferente, num País diferente mas em que os problemas dos trabalhadores e os ataques de que são vítimas são os mesmos, a luta continua, o SNTCT continua o seu caminho.
Como tem sido demonstrado de toda a sua existência, principalmente ao longo do último ano, não existiram, existem ou existirão pandemias, ataques de gestores de empresa, ataques aos direitos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras perpetrados pelo poder político – passado e actual – que nos parem e/ou nos demovam de seguirmos o nosso caminho sempre em defesa dos legítimos direitos e aspirações dos que representamos.
Caminho sempre trilhado seguindo os princípios de unidade e solidariedade, tendo sempre em vista a manutenção, conquista e a defesa de direitos dos(as) Associados(as) do SNTCT em particular e, repetimos, dos Trabalhadores e das Trabalhadoras portugueses em geral. Caminho que nunca foi, não é jamais será fácil de trilhar.
Hoje cumpre-nos saudar todos(as) os(as) 40402 homens e mulheres que ao longo destes 48 anos deram corpo ao mais antigo e consequente projecto sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos correios, telecomunicações e actividades afins.
“Contra ventos e marés” o SNTCT, o Sindicato, é, foi e será sempre a melhor protecção dos Trabalhadores e das Trabalhadoras dos Correios, Telecomunicações e Actividades Afins e dos seus direitos e bem-estar social e laboral.
Viva luta dos Trabalhadores e das Trabalhadoras dos correios, telecomunicações e actividades afins e de todos os Trabalhadores e de todas as Trabalhadoras portugueses unidos em torno do projecto sindical consubstanciado na CGTP-IN.
Viva o SNTCT!
SNTCT – A força de continuarmos juntos!

1° DE MAIO – DIA DO TRABALHADOR

1° de Maio

DIA DO TRABALHADOR

SNTCT PRESENTE EM TODAS AS COMEMORAÇÕES PROMOVIDAS PELA CGTP-IN UM POUCO POR TODO O PAÍS.

Neste 1° de Maio, o Dia do Trabalhador que comemoramos em luta sob o lema LUTAR E CONQUISTAR PARA O PAÍS AVANÇAR, estaremos na rua exigindo, para os Trabalhadores e as Trabalhadoras Portugueses e para os(as) dos Correios, Telecomunicações e Actividades Afins;

– MAIS SALÁRIO, digno e que respeite as qualificações profissionais e reponha o poder de compra perdido;

– 35 HORAS de trabalho semanal para todos(as) os(as) Trabalhadores(as) Portugueses(as);

– EMPREGOS COM DIREITOS e melhoria das condições sociais que passam, por exemplo pela manutenção e melhoria da assistência na saúde como são os casos da IOS-CTT e da ALTICE ACS;

– CONTRATAÇÃO COLECTIVA para todas as Empresas onde não existem (no nosso caso, em concreto,  por exemplo, na DHL Express, DHL Parcel, DPD, NOS, Vodafone, Intelcia, nos diversos Call Centers, … … …) e o fim, definitivo,  da caducidade dos Contratos Colectivos;

– SERVIÇOS PÚBLICOS de qualidade que dêem resposta às cabais necessidades dos Portugueses e que, no caso dos Serviços Postais, regressem à esfera do Estado com a renacionalização dos CTT.

Amanhã, lá estaremos todos(as), nas comemorações em luta promovidas pela CGTP-IN um pouco por todo o País, de braço dado com todos(as) os(as) Trabalhadores(as) Portugueses em Lisboa, no Porto, em Coimbra, … (abrir o seguinte link para ver os locais e actividades);

http://www.cgtp.pt/cgtp-in/areas-de-accao/accao-reivindicativa/17434-todos-ao-1-de-maio-programa

SNTCT/CGTP-IN – A força de continuarmos juntos todos os dias!

25 DE ABRIL, SEMPRE!

25 DE ABRIL, SEMPRE!

SNTCT – A FORÇA DE CONTINUARMOS JUNTOS TAMBÉM A CUMPRIRMOS ABRIL!

Amanhã todos(as) à rua para, juntos com com a CGTP, as suas Uniões e os seus Sindicatos, participarmos nas comemorações da Revolução de Abril que vão acontecer um pouco por todo o País.

A revolução de Abril constituiu um momento ímpar da história do povo português, um acto de emancipação social e nacional.

O 25 de Abril é a data em que celebramos a liberdade, a democracia e os seus valores, com os olhos postos no futuro de um Portugal que se quer desenvolvido e soberano.

Neste dia, o povo e os trabalhadores demonstram a sua vontade em continuar a lutar por melhores condições de vida e de trabalho, pelo avanço nos direitos, pela valorização dos trabalhadores, afirmando os valores de Abril por um Portugal com futuro.

As comemorações populares do 25 de Abril, como é tradicional, vão decorrer, por todo o país, com a participação dos sindicatos e uniões da CGTP-IN.

CGTP-IN
23.04.2022″

SNTCT – A força de continuarmos juntos!

1 2 3 21