JULGAMENTO DO PROCESSO DO CARTÃO DE REFEIÇÃO CONTRA OS CTT FOI ADIADO

O JULGAMENTO DO PROCESSO QUE MOVEMOS

CONTRA OS CTT SOBRE A IMPOSIÇÃO DO CARTÃO DE REFEIÇÃO

FOI ADIADO

Recebemos hoje do Juizo de Trabalho de Lisboa a notificação da desmarcação/adiamento do Julgamento deste processo que já tinha duas sessões marcadas – a primeira para amanhã dia 29 de Janeiro e a segunda para o próximo dia 5 de Fevereiro.

Lamentamos que tal tenha ocorrido mas isso não nos vai desmobilizar e muito menos desmoralizar pois, convictos da nossa razão e confiantes que nos será feita justiça, lá estaremos quando o Julgamento fôr remarcado.

Temos razão e vamos prová-lo.

Logo que tenhamos novidades sobre a remartcação daremos nota.

SNTCT – A força de continuarmos juntos!

COMUNICADO SNTCT CORREIOS 2-2021

A PANDEMIA NÃO POUPA NINGUÉM E MUITO MENOS AOS(ÀS) TRABALHADORES(AS) CTT POR ESTAREM MAIS EXPOSTOS(AS) AO CONTÁGIO POR VIA DAS SUAS FUNÇÕES.

Abre aqui este comunicado em PDF » » »  2021-02 CTT CORREIOS

Abre aqui o Decreto-Lei 8-B 2021 em PDF » » » Decreto Lei nº 8-B-2021

Abre aqui a Minuta em Word editável » » » MINUTA RELATIVA AO DECRETO LEI 8 B 2021

Parente o alastrar de situações de contágio ao longo do País – e reiterando tudo aquilo que dissemos no anterior comunicado 1-2021 de 4 de Janeiro – a Direcção Nacional do SNTCT enviou no passado dia 21 de Janeiro uma comunicação PCE dos CTT em que, de forma sucinta, enuncia um conjunto de medidas que o SNTCT considera urgente sejam tomadas nesta fase da epidemia.

Assim, dada a situação actual, que conforme os dados da DGS se prevê venha a ser prolongada, o SNTCT coloca à Comissão Executiva dos CTT uma série de questões que considera terem que ser solucionadas rapidamente. A saber:

SOBRE A LIMPEZA E DESINFECÇÃO DOS LOCAIS DE TRABALHO

Os locais de trabalho dos CTT são periodicamente objecto de uma ligeira limpeza, contudo, na actual situação de pandemia devem ser sujeitos a desinfecções regulares e/ou nebulizações.

DESFASAMENTO DE HORÁRIOS E ESCALAS “EM ESPELHO”

Nas Centrais de Correios e nos Transportes Postais atendendo à quantidade de trabalhadores ali colocados e ao facto de serem utilizados o mesmo veículo por vários trabalhadores, locais onde se trabalha por turnos, deverá haver um desfasamento de horários de modo a que haja pelo menos ½ hora entre a entre a saída de uns trabalhadores e a entrada dos outros. Nos maiores locais de trabalho deverá ser estudada a possibilidade de organizar uma escala rotativa de confinamento de um número significativo de trabalhadores.

MEDIDAS E SOLUÇÕES QUE PERMITAM RESOLVER OS PROBLEMAS PROVOCADOS PELO ENCERRAMENTO DOS ESTABEL. DE RESTAURAÇÃO

O actual estado de emergência impossibilita que os trabalhadores possam tomar as suas refeições nos estabelecimentos do costume nomeadamente os trabalhadores da distribuição e rede primária e secundária dos Transportes postais, pelo que devem ser implementadas medidas semelhantes às que foram aplicadas em Abril/Maio de 2020.

EVITAR DA PRESENÇA/PERMANÊNCIA DE OUTROS NAS INSTALAÇÕES

Deve de imediato ser impedida a entrada, permanência e laboração de agenciados dentro das instalações dos CTT.

RESOLUÇÃO URGENTE DA FALTA DE HISTÓRICO DE SAÚDE DOS BENEFICIÁRIOS IOS NO SNS PARA EFEITOS DO PLANO DE VACINAÇÃO

Insistimos na necessidade de encontrar com as autoridades de saúde uma solução para os trabalhadores que por utilizarem a rede de prestadores de saúde do IOS não utilizam o Serviço Nacional de Saúde e por esse motivo não terem nele um histórico de doenças, não serão incluídos devidamente no plano de vacinação, com especial atenção para casos de insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal, doença pulmonar obstrutiva crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração e outras que sejam incluídas nas prioridades de vacinação da DGS.

NECESSIDADE IMPERIOSA DE COMUNICAÇÃO ATEMPADA AOS(ÀS) TRABALHADORES(AS) CTT DE CASOS DE INFECÇÃONOS SEUS LOCAIS DE TRABALHO

Exigimos o cumprimento rigoroso das normas da comunicação aos trabalhadores de casos de infecção ou confinamento por Covid-19 que existam nos seus locais de trabalho, para que os mesmos possam activar os meios do SNS, nomeadamente o registo na Saúde24. Esta questão é demasiado importante para ser tratada com ligeireza ou irresponsabilidade.

URGENTE NECESSIDADE DE ADMISSÃO DE TRABALHADORES PARA COLMATAREM AUSÊNCIAS DE TRABALHADORES INFECTADOS

Continuamos a reivindicar a admissão dos trabalhadores necessários para efectuar o serviço sem ter que estarem a ser prejudicados os utentes/clientes e sem estarem a sobrecarregar os trabalhadores.

Foi este o conjunto de situações que enunciámos junto da Comissão Executiva dos CTT esperando que não caiam em “saco roto” pois a vida e o bem-estar dos(as) trabalhadores(as) CTT é, a todos os títulos, inestimável.

UMA ULTIMA QUESTÃO;

AS AUSÊNCIAS DE TRABALHADORES(AS) QUE NÃO TÊM ONDE DEIXAR OS FILHOS

Chegou ao nosso conhecimento que em alguns locais de trabalho está a ser dito aos trabalhadores que, “por estarem na linha da frente” não podem ficar em casa quando tenham filhos menores de 12 anos.

O SNTCT apenas tem a dizer que os trabalhadores nesta situação devem ser tratados como aconteceu em Abril/Maio passados.

Havendo escola próxima onde possam deixar os seus filhos menores de 12 anos, deixam-nos nelas.

Não existindo escola próxima (ver lista do Ministério da Educação) devem os trabalhadores recorrer, como então e atempadamente, à assistência aos seus filhos entregando às respectivas chefias a declaração anexa, tal como previsto no Decreto-Lei n.o 8-B/2021, de 22 de Janeiro (utiliza os seguintes links para obteres o  Decreto-Lei: https://www.sntct.pt/wp-content/uploads/2021/01/Decreto-Lei-n%C2%BA-8-B-2021.pdf e a Minuta: https://www.sntct.pt/wp-content/uploads/2021/01/MINUTA-RELATIVA-AO-DECRETO-LEI-8-B-2021.docx ).

www.sntct.ptwww.facebook.com/sntctwww.instagram.com/sntct7 –  https://twitter.com/SNTCT

SNTCT – a força de continuarmos juntos!

COMUNICADO SNTCT VERTENTE HUMANA 1-2021

PROPOSTA DE AUMENTOS SALARIAIS PARA VERTENTE HUMANA

Abre aqui o comunicado em PDF » » »2021_1 VERTENTE HUMANA

No passado dia 28 de Dezembro de 2020, remetemos por ofício à INTELCIA uma proposta de aumentos salariais para 2021, assim com a respectiva fundamentação.

Aguardamos agora uma resposta e a marcação de uma reunião, para darmos início à negociação.

Transcrevemos aqui, parte desse ofício:

“… Nesse sentido, face ao supra exposto, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) vem propor que os trabalhadores que se encontram a prestar serviço para a INTELCIA tenham um aumento de 90.00€, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2021 …”

Iremos agora, discutir com os trabalhadores, esta proposta assim como todo um caderno reivindicativo a apresentar brevemente à INTELCIA.

A LUTA CONTINUA

SINDICALIZA-TE NO SNTCT           

www.sntct.pt  – www.facebook.com/sntct

sntcta força de continuarmos juntos!

comunicado sntct randstad 1-2021

PROPOSTA DE AUMENTOS SALARIAIS PARA A RANDSTAD

Abre aqui o comunicado emPDF » » » 2021_1 RANDSTAD

No passado dia 28 de Dezembro de 2020, remetemos por ofício à RANDSTAD uma proposta de aumentos salariais para 2021, assim com a respectiva fundamentação.

Aguardamos agora uma resposta e a marcação de uma reunião, para darmos início à negociação.

Transcrevemos aqui, parte desse ofício:

“… Nesse sentido, face ao supra exposto, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) vem propor que os trabalhadores que se encontram a prestar serviço para a RANDSTAD tenham um aumento de 90.00€, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2021 …”

Iremos agora, discutir com os trabalhadores, esta proposta assim como todo um caderno reivindicativo a apresentar brevemente à RANDSTAD.

A LUTA CONTINUA

SINDICALIZA-TE NO SNTCT           

www.sntct.pt  – www.facebook.com/sntct

sntcta força de continuarmos juntos!

COMUNICADO CONJUNTO CTT 20 NOVEMBRO 2020

REUNIÃO NA DGERT

CTT CONTINUAM A NEGAR AS EVIDÊNCIAS, PORQUE A VERDADE É QUE PODE HAVER AUMENTOS SALARIAIS. SÓ NÃO HÁ PORQUE PREFEREM FAZER ACTOS DE GESTÃO EM VEZ DE NEGOCIAR.

Abrir aqui o comunicado em PDF » » » Comunicado sindicatos CTT – reunião DGERT – 19 Novembro 2020

Realizou-se ontem a reunião que os Sindicatos tinham solicitado à DGERT.

Esta reunião tinha como finalidade provar que os CTT utilizaram argumentos que não eram verdadeiros durante o processo de conciliação e aquilatar se a havia por parte da empresa alguma alteração de posição.

Infelizmente os CTT mantiveram a mesma posição apesar de ter ficado claro que só não há aumentos salariais porque os CTT querem mudar de paradigma: “negociações não, actos de gestão sim”.

Assim, os Sindicatos informaram a DGERT e os CTT que até ao dia 4 de Dezembro de 2020 será entregue aos CTT uma proposta de aumentos salariais para 2021, proposta essa que vai ter em conta os aumentos recusados em 2020.

 

QUEREMOS AUMENTOS SALARIAIS

QUEREMOS UMA GESTÃO DIFERENTE PARA OS CTT

QUEREMOS TRABALHAR COM QUALIDADE

 

VAMOS LUTAR

 

Lisboa, 20 de Novembro de 2020

CTT – Comunicado conjunto 2 Julho 2020

CTT ENCERRAM NEGOCIAÇÕES SOBRE OS AUMENTOS SALARIAIS PARA 2020

 

 

AFIRMARAM QUE NÃO TINHAM DISPONIBILIDADE PARA AUMENTAR SALÁRIOS

 

OS SINDICATOS VÃO REUNIR AINDA ESTA SEMANA PARA ELABORAR UM PLANO DE ACÇÕES E LUTAS, PORQUE OS TRABALHADORES ESTÃO FARTOS DAS ATITUDES PREPOTENTES DA ADM DOS CTT

Abre aqui o comunicado em formato PDF  》》》Comunicado sindicatos negociaçoes salariais 1_7_2020

Como era de prever os CTT abriram o processo negocial só porque foram obrigados e apenas para inglês ver, porque na verdade não tinham qualquer vontade negocial.

Outra coisa não era de esperar de uma gestão que está a levar os CTT à quase degradação total.

Se a abertura das negociações era para ficarem bem na fotografia, então enganaram-se porque ficou desfocada e toda esborratada.

Mas os trabalhadores não trabalham para a fotografia, trabalham para ganhar o seu salário – que é cada vez mais baixo – e não estão disponíveis para aceitar o que lhes querem impor. Claro que à prepotência e à ignorância da realidade dos CTT, os trabalhadores vão responder através da luta.

A organização da luta vai ser discutida com os trabalhadores e podem os senhores gestores ter a certeza, vai ser dura e prolongada.

OS TRABALHADORES VÃO ALCANÇAR OS SEUS OBJECTIVOS

Lisboa, 2 de Julho de 2020

CTT SINDICATOS DECRETAM GREVE PARA 29 DE MAIO E 12 DE JUNHO NOS CTT (E ALGUNS TAMBÉM NOS CTT EXPRESSO)

PERANTE A TENTATIVA DE IMPOSIÇÃO

DO CARTÃO DE REFEIÇÃO AOS TRABALHADORES P

OR PARTE DOS CTT 

GREVE GERAL

NOS CTT

E NOS CTT EXPRESSO

EM 29 DE MAIO E 12 DE JUNHO

Os sindicatos dos CTT ontem reunidos – todos – decidiram decretar Greve Geral para os CTT para 29 de Maio e 12 de Junho, entregando cada um o seu Pré-Aviso.

Os sindicatos que representam trabalhadores dos CTT Expresso decretaram também Greve para aquela empresa nos mesmos dias.

Mais tarde publicaremos o Comunicado Conjunto dos Sindicatos sobre esta Greve.

Até lá deixamos aqui o cartaz SNTCT para esta Greve bem como os Pré-Avisos SNTCT para os CTT e para os CTT Expresso.

Abre aqui os Pré-Avisos para os CTT e CTT Expresso » » » PRÉ-AVISOS DE GREVE SNTCT PARA CTT E CTT EXPRESSO

SNTCT – A força de continuarmos juntos!

sntct@sntct.pt www.sntct.pt www.facebook.com/sntct

E-mail: sntct@sntct.pt – Página web: http://www.sntct.pt – Facebook: http://www.facebook.com/sntct

MENSAGEM DO SNTCT A JOÃO BENTO, CEO DOS CTT

Exmo. Senhor
João Bento
CEO dos CTT

A Direcção Nacional do SNTCT tentou, ao longo da passada semana, ajudar, nomeadamente indicando situações gritantes de insegurança na prestação do trabalho nos CTT, quer dentro quer fora de portas das instalações da Empresa.

Sem querermos fazer quaisquer juízos de valor sobre seja quem for no plano individual, a gestão dos CTT, que o Sr. encabeça, falhou quer na prevenção quer na tentativa tardia de corrigir essa falha. Pior, por pura irresponsabilidade, trabalhadores foram obrigados a laborar em zonas de alto risco e de grande ocorrência de casos confirmados de infecção. Obrigar Carteiros a fazerem distribuição em Idães, sem quaisquer medidas de protecção, como também aconteceu nos Concelhos de Felgueiras e Lousada, foi de uma inconsciência e de uma irresponsabilidade tamanha que não tem adjectivação possível que não seja ofensiva. Esperemos que, aqueles trabalhadores que estiveram a laborar na rua ou nos balcões da Estações de Correio não estejam a incubar o Vírus e o desfecho não venha a ser o pior, o que a ocorrer será da sua inteira responsabilidade enquanto mais alto gestor e decisor da Empresa CTT.

Algumas situações gritantes foram resolvidas como o caso dos PDA’s na distribuição, mas pouco mais que isso.

Já depois de dadas orientações de salvaguarda mínima com o não toque dos destinatários nos PDA’s, ainda houve trabalhadores que ouviram como resposta que o Sindicato, o SNTCT no caso, ali não mandava e os procedimentos continuavam como até aí, sabia?

Trabalhadores que, não lhes tendo sido fornecido material de protecção como era e é obrigação da Empresa, foram impedidos de usar máscaras, pagas do seu próprio bolso porque uma chefia “não quer mascarados” no balcão de uma Estação de Correios, sabia?

Trabalhadores com sintomas que podiam indiciar estar contagiados foram enviados para casa, como se nada tivesse acontecido, e os restantes trabalhadores não foram salvaguardados tendo que continuar a laborar, porque os padrões de qualidade estavam muito fora de prazo. Interessante justificação quando os padrões de qualidade normalmente são esquecidos e tantas vezes escondido o seu não cumprimento. Interessante quando uma chefia local reporta ao seu superior que decide deixar andar “porque quer, pode e manda”, sabia?

Meios de prevenção prometidos que não chegam e que quando chegam raiam o ridículo. Quatro pacotes de lenços de papel para um CDP com dezenas de trabalhadores, toalhetes secos, luvas que não chegam, máscaras que não chegam, limpeza de superfícies que não é feita como devia com materiais desinfectantes,… … … sabia?

Carteiros a irem para a rua sem um pouco de gel desinfectante que seja, TNG´s nas Estações de Correio cuja única medida de salvaguarda é uma mísera fita cola no chão a um metro do balcão, Carteiros nos CPL’s sem luvas, sem qualquer desinfectante disponibilizado, sem máscaras, com limpeza de instalações à pressa, sem desinfecção dos objectos e correspondências que tratam,… sabia?

Sabia também, Sr. CEO dos CTT, que estamos no final do dia 15 de Março, e que amanhã se inicia a primeira de duas semanas que segundo os especialistas colocarão este País no “olho do furacão” da disseminação e propagação da infecção pelo Vírus Covid-19?

Pois, depois de tudo o atrás descrito de forma muito sumária, daqui a pouco inicia-se a actividade laboral nos CTT, primeiro nos CPL’s e Transportes, depois nos CDP’s e pelas 9 horas da manhã, nas Estações de Correio. Apesar da promessa de fornecimento de meios de protecção contra o contágio e/ou infecção nos diversos locais de trabalho dos CTT e CTT Expresso, muito pouco ou nada aconteceu e o pouco que aconteceu não chega. Os trabalhadores dos CTT têm estado, estão e por incúria da gestão da Empresa, vão continuar a estar totalmente desprotegidos. O caso do CDP 4000 é de uma irresponsabilidade gritante. Aqueles trabalhadores vão ser forçados a trabalhar sem saberem se o seu colega está infectado? E os do 4400, ao lado, que com eles se cruzam e também podem estar infectados? Vai a gestão dos CTT, que o Sr. encabeça, assumir todas a mortes que, pela incúria e irresponsabilidade dos CTT possam vir a ocorrer?

Sr. CEO dos CTT, a partir da meia-noite pode gerar-se o pandemónio nos CTT. Que pensa fazer quanto a isso?

Esperando actuação, mais que uma resposta, somos, com os nossos cumprimentos,

P’la Direcção Nacional do SNTCT

José Oliveira

PS: Já agora, aproveitamos para informar que, perante a inoperância e irresponsabilidade dos CTT, amanhã iremos a intervenção Governamental para defesa dos milhares de trabalhadores dos CTT e daqueles, milhões, para que os mesmos trabalham e contactar no dia-a-dia.EMAIL SNTCT PARA CEO CTT

PROTOCOLO ENTRE O SNTCT E A NOS

PROTOCOLO ENTRE O SNTCT E A NOS

OFERECE BENEFÍCIOS PARA OS(AS) ASSOCIADOS(AS) DO SNTCT 

NA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS À NOS

 

Os associados(as) do SNTCT, no activo ou aposentados/reformados, bem como os(as) funcionários(as) do SNTCT, têm a partir de agora a possibilidade de adquirirem aos serviços da NOS com preços preferenciais, podendo estender o acesso a 5 familiares e/ou amigos.

CONSULTAR DETALHES NO DOCUMENTO EM ANEXO que podem aceder abrindo este link:Protocolo SNTCT_NOS

ATENÇÃO: O acesso aos benefícios do Protocolo só pode ser feito através do TELEFONE 800 990 099 devendo sempre indicar sempre a condição de beneficiários(as) do PROTOCOLO SNTCT/NOS

Se houver qualquer problema agradecemos que comuniquem o mesmo ao SNTCT via telefone 21 842 89 00 ou através do email sntct@sntct.pt .

NOTA: O relacionamento comercial com a NOS é da inteira responsabilidade de cada associado(a) não se responsabilizando o SNTCT por quaisquer pagamentos ou compromissos assumidos por cada um(a).

SNTCT – A força de continuarmos juntos!

 

1 2