Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações

COMUNICADO CONJUNTO ALTICE (17 Fevereiro)

A ALTICE CONTINUA COM O IMPIEDOSO ATAQUE AOS DIREITOS DOS TRABALHADORES

AGORA PREPARARAM UM BRUTAL ATAQUE SEM PRECEDENTES À ALTICE-CUIDADOS DE SAÚDE

COM O CINISMO QUE ACOMPANHA A INTENÇÃO

MAS VÃO TER A RESPOSTA NECESSÁRIA

Abre aqui o comunicado em formato PDF: Comunicado Frente Sindical – PT ACS -17-02-2022

Os Sindicatos da Frente Sindical foram convocados às 18h45 do dia 15 para uma reunião a realizar pelas 16h00 do dia 16.

O OBJECTIVO. A reunião teve como objectivo a MEO/Altice comunicar às ORT o Plano da Gestão para desferir o mais brutal e violento ataque ao que resta da antiga PT-ACS.

O CINISMO. Tal como foi feito aquando da comunicação do cruel e desumano Despedimento Colectivo, que no minuto em que começou a ser apresentado às ORT, estava a ser divulgado aos trabalhadores, agora com o ataque à Altice Cuidados de Saúde passou-se exactamente o mesmo filme.

CONFUSÃO PROPOSITADA. Na informação que a gestão enviou aos trabalhadores, esta vem afirmar que “a Altice – Cuidados de Saúde (ACS) contribui, há mais de 26 anos para a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida dos seus beneficiários” para tentar confundir os Beneficiários. Que tamanha desfaçatez!

Esta afirmação é verdadeira até a Altice cá entrar, porque depois disso é exactamente o contrário, como foi provado nas alterações de 2016 (passagem da gestão para a Multicare e imposição do co-pagamento à cabeça nos actos médicos) e com o que agora pretendem.

E a gente pasma com o cinismo da comunicação aos trabalhadores, que entre outros aspectos, também diz mais o seguinte: “Pretende-se com esta revisão assegurar que os Planos de Saúde da Altice em Portugal continuam a ser os mais completos, generosos e abrangentes …”. Isto é cinismo refinado!

Como é possível alguém adjectivar de “mais generosa” uma proposta de alteração que se traduz no seguinte:

  1. Tentar impor brutais aumentos das contribuições aos trabalhadores, pré-reformados, suspensos, aposentados e reformados, beneficiários e seus familiares do Plano de Saúde Clássico.
  2. Tentar impor as diversas taxas, valores que iriam sofrer aumentos entre 100% a 300%, a contribuição dos trabalhadores suspensos, pré-reformados, aposentados e reformados, aumentaria para 2,1 % da prestação, pensão e complementos.
  3. Nomeadamente, mais o seguinte:

 

QUOTA SERVIÇO MÉDICO AO DOMICÍLIO (SMD)

Actual: 1€ mês; passaria para 2€.

FAMILIARES DESCENDENTES ATÉ 23 ANOS

Actual: Isentos; passariam a pagar conforme aplicação da tabela de quotas em função do rendimento familiar.

ESCALÃO 1

Actual: Estão isentos (0€); passaria para 9,50€.

INTERNAMENTO DE PSIQUIATRIA

Actual: 20%; passaria a exclusão total.

REABILITAÇÃO

Actual: 20%; passaria a exclusão total.

AMBULATÓRIO

PSICOLOGIA

Actual: 20%; passaria apenas para trabalhadores no activo

OXIGENOTERAPIA/VENTILOTERAPIA

Actual: 20%; passaria para exclusão total

TRANSPORTES

Actual: Paga 0€; passaria a pagar 100%

FRALDAS E RESGUARDOS

Actual: Pagam 30% do valor de referência; passaria a pagar 100%

AMBULATÓRIO – REVISÃO DA FRANQUIA

Actual: 21€; passaria para 40€

ESTOMATOLOGIA (PLAFOND)

Actual: ilimitado; passaria para o máximo de 1000€ ano

URGÊNCIAS

Actual: 18€; passaria para 40€

CONSULTAS CLÍNICA GERAL – REDE PRÓPRIA

Actual: 4€; passaria para 10€

CONSULTA ESPECIALIDADE – REDE PRÓPRIA

Actual: 7€; passaria para 20€

GRANDES DOENTES

– INTERNAMENTO

Actual: ilimitado; passaria para 50.000€ ano

– AMBULATÓRIO

Actual: ilimitado; passaria para 5.000€

CRIAÇÃO DE UMA LINHA DE CRÉDITO

Actual: automática e não cumulativa; passaria para a pedido e cumulativa.

 

Vem a Altice justificar os aumentos, porque tem aumentado a esperança de vida e os encargos com o Plano, mas o objectivo é sacar aos beneficiários para entregar aos accionistas algo do pouco que aqueles recebem. Isto é capitalismo do mais desumano possível, é anti-Robim dos Bosques, “tirar aos pobres para dar aos ricos”.

A Altice faz “tábua rasa” do Dec. Lei da fusão 122/94, o qual determina que todos os trabalhadores que estavam nas empresas que deram lugar à Portugal Telecom, têm direito a um plano de saúde vitalício.

Naturalmente que num plano blindado, de onde só saem beneficiários, uns porque deixam de ter direito ao plano, outros porque perecem, querer transferir a responsabilidade dos custos adicionais para os beneficiários, valores que estes não terão condições económicas para os suportar, é do mais desumano possível, situação esta que em termos de desrespeito por quem trabalha ou trabalhou na empresa, sópode ser comparável à do Despedimento Colectivo.

Pretende a Altice os contributos dos Sindicatos e ter as alterações feitas até ao final de Maio, para implementar estas no início do próximo ano (1 de Janeiro de 2023), mas não vai ser com o nosso acordo, “tirem o cavalinho da chuva”.

No protocolo anexo ao acordado na revisão do Plano de 2014, está consagrado que as alterações ao Plano “serão objecto de negociação e só poderão ser efectivadas, se no conjunto das ERCT subscritoras deste Protocolo obtiverem o acordo de uma maioria de ERCT que represente a maioria dos beneficiários titulares”.

Então é esta a Altice-Cuidados de Saúde “generosa” que querem oferecer?

A Frente Sindical alerta todos os Beneficiários do Plano Clássico, de que vai ser necessário carregar baterias para o que iremos ter pela frente.

COMEÇAR A PREPARAR A LUTA DESDE JÁ.

TRABALHADOR DA ALTICE PORTUGAL:

VAMOS PREPARAR A MOBILIZAÇÃO.

SE TIVERES POSSIBILIDADES, TRANSMITE ESTA INFORMAÇÃO A QUEM NÃO

ESTÁ NO ACTIVO.

A LUTA É DE TODOS.

17 de Fevereiro de 2022

SINTTAV – SNTCT – STT – FE – SINQUADROS

 

Partilhe esta notícia

Veja também...