COMUNICADO SNTCT CORREIOS 4-2022

9 DE OUTUBRO

DIA MUNDIAL DOS CORREIOS

Em Portugal, hoje, ainda sobram alguns motivos de celebração deste dia, aos Portugueses e aos Trabalhadores dos Correios?

O dia 9 de Outubro foi declarado Dia Mundial dos Correios pelo Congresso da UPU – União Postal Universal realizado em Tóquio, no Japão, no ano de 1969. O dia escolhido, o 9 de Outubro, é o da criação da UPU (de que Portugal é País Fundador), em Berna, no ano de 1874.

Abrir aqui o comunicado em formato PDF: 2022-04 CTT CORREIOS

Pretendeu-se com isso consciencializar pessoas e instituições sobre o papel dos correios na vida dos povos. Consciencializar os homens e as mulheres sobre o papel dos Correios na sua vida diária e o papel dos mesmos no desenvolvimento e coesão social, económica e territorial de todos os países e de cada país em particular.

Naqueles dias os Serviços Postais pertenciam aos Estados, incrementava-se o desenvolvimento de procedimentos, começava a investir-se em tecnologia, tudo para aumentar a qualidade na sua prestação tendo como fim principal a satisfação das necessidades dos cidadãos no que respeitava à comunicação.

Desde aquele dia que os trabalhadores dos CTT, dos Correios Portugueses, o comemoraram em festa e, melhor, com muito orgulho. Foi assim desde 1969, com mais ou menos razões para o fazerem, até ao momento em que, na segunda metade da primeira década deste Século, começou a ser preparada a criminosa privatização dos CTT, que veio a ser concretizada entre 2013 e 2014. Continua assim porque o Governo, que deveria ter revertido a privatização, preferiu “varrer os problemas para debaixo do tapete” e, incrível, ainda premiar a Gestão Privada dos CTT dando-lhe um Contrato de Concessão do SPU perfeitamente leonino.

Neste 9 de Outubro de 2022, tal como nos últimos 10 anos, aos Trabalhadores dos Correios Portugueses resta, em vez da festa e da comemoração, a luta. A luta porque há que dar a volta a estes CTT de forma a que, deles, possamos sentir orgulho de novo. Alguma dúvida? Então vejamos…

 

  • O desinvestimento na prestação do Serviço Postal Universal, a confrangedora falta de pessoal nos sectores operacionais dos CTT, os giros de distribuição atamancados que levam à triste imagem de populações sem distribuição de correio duas semanas e mais, as Estações de Correio com filas de espera intermináveis?

  • O não aumento de salários e a evidente tentativa de desqualificação profissional dos Trabalhadores CTT? A falta de Trabalhadores e de condições de trabalho?

  • Os CTT a serem notícia todos os dias pelas piores razões? O perderem clientes erradas políticas de gestão em que ninguém é responsabilizado enquanto, por tudo e por nada, carregam sobre os CRT’s e os TNG’s?

  • A falta de respeito da gestão privada dos CTT pelos cidadãos e pelas suas obrigações enquanto empresa concessionária da prestação do Serviço Postal Universal?

  • As sucessivas multas aplicadas pela ANACOM por não cumprimento dos padrões de qualidade? A mesma ANACOM que, cuja actual gestão pela primeira vez desde a criação do Regulador, tem meritoriamente vindo a cumprir cabalmente as suas funções e a regular a favor de Portugal e dos Portugueses ?

  • A frouxidão do Governo e do seu Primeiro-Ministro que, perante o descalabro da prestação do serviço pelos CTT e a chantagem levada à prática pela sua Gestão Privada, “chutou para canto”, fazendo de conta que os problemas não existem, enquanto incompreensivelmente, ao invés de anunciar a Renacionalização dos CTT cumprindo a vontade da generalidade dos Portugueses, não só não o fez com, incompreensivelmente, desautoriza publicamente, de forma nem sempre velada, a ANACOM?

É isto que vamos comemorar? Não obrigado. Vamos lutar…

  • Por melhores condições de trabalho, pelo preenchimento dos postos de trabalho vagos e por trabalhadores em número suficiente;

  • Por salários justos e que respeitem a qualificação profissional de todos os que trabalham na Empresa;

  • Por uns CTT que voltem a prestar um Serviço Postal de qualidade, nomeadamente o Serviço Postal Universal. Um Serviço Postal que volte a ser motivo de orgulho quer para os trabalhadores que o prestam quer para o País e os Portugueses;

  • Enquanto nos sobrarem forças para que os CTT voltem a ser postos ao serviço do País e dos portugueses, até que os CTT voltando à posse do Estado, de onde nunca deviam ter saído.

Basta de desrespeito para com os Trabalhadores e os Utentes/Clientes dos CTT.

Basta de destruição da qualidade e da estrutura da Empresa.

Basta de comprometimento do futuro dos CTT só para que os accionistas encham ainda mais os bolsos.

Vamos continuar a lutar com a certeza de que havemos de recuperar o orgulho nos CTT e que um dia voltaremos a ter orgulho e vontade de comemorarmos em festa o Dia Mundial dos Correios.

VIVA OS TRABALHADORES E

AS TRABALHADORAS DOS CTT!

 

www.sntct.ptwww.facebook.com/sntctwww.instagram.com/sntct7 –  https://twitter.com/SNTCT

 

SNTCT – a força de continuarmos juntos!