Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações

NOS 500 ANOS DOS CORREIOS EM PORTUGAL, EXGIR A RENACIONALIZAÇÃO DOS CTT É O ÚNICO CAMINHO.

Na próxima Sexta-Feira, 6 de Novembro,

entre as 10H00 e as 13H00

 

TRABALHADORES CTT,

ACOMPANHADOS POR D. MANUEL l,

VÃO ESTAR NAS RUAS DE LISBOA

 

… exigindo do poder político aquilo que é de uma necessidade e evidência incontestáveis nos dias que correm;

 

A RENACIONALIZAÇÃO IMEDIATA DOS CTT.

 

Há 500 anos, no dia 6 de Novembro de 1520, D. Manuel l criou o Serviço Público Postal em Portugal.

 

PORTUGAL, OS PORTUGUESES

E OS TRABALHADORES CTT ESTÃO DE PARABÉNS

MAS SEM MOTIVOS PARA FESTEJOS.

A gestão privada dos “Correios” está a destruir paulatinamente o que levou 500 anos a construir.

 

É esta a opinião generalizada que se ouve da boca do comum dos Portugueses e das Portuguesas, de Autarcas, de Empresários, de Organizações de Utentes e Consumidores, de quem no dia-a-dia necessita de recorrer aos serviços postais prestados por uns CTT que hoje envergonham 500 anos de bons serviços ao País.

 

A mesma opinião e vergonha que têm os Trabalhadores e as Trabalhadoras CTT, que só não a expressam publicamente por pressão da  “lei da rolha” imposta na Empresa por quem pretende “tapar o Sol com uma peneira”. Alguém em sã consciência pensa que os Carteiros, os Técnicos, os Motoristas e tanta gente consciente que trabalha nos CTT, que esteve sempre na linha da frente desde Março de 2020, solidariamente e tantas vezes em risco para ter para com os Portuguese o respeito que a gestão privada dos CTT não tem, se cala perante o que vê e sabe… só porque quer? Que não sentem vergonha do estado a que uma errada gestão está a levar o serviço postal e a Empresa onde muitos trabalham há duas, três e mais décadas?

 

Opiniões, tantas certezas, que têm vindo a ser infelizmente confirmadas pela acção de um Regulador, a ANACOM, que decidiu e bem cumprir cabalmente as suas funções e recusar a triste “sina” dos reguladores e, com essa recusa, ter recusado deixar-se aprisionar pelo interesse dos regulados respeitando os direitos e interesses daqueles que, por força das suas funções, tem que defender; os de Portugal, dos Portugueses e das Portuguesas.

 

Assim, porque perante a destruição da qualidade de serviço, perante o desrespeito pelos cidadãos, perante a alienação ao desbarato de património edificado e património construído recebido do Estado aquando da criminosa – criminosa – privatização dos CTT, porque perante o desrespeito diário pelos direitos dos Trabalhadores CTT que dão a cara, porque perante a chantagem que tem vindo a público e levada a cabo pelos representantes dos bolsos do accionistas privados dos CTT no processo de renegociação do Contrato de Concessão para a Prestação do Serviço Público Universal,… vamos uma vez mais dar voz a quem não a tem e, acompanhados da figura alegórica de D. Manuel l, vamos exigir uma vez mais do Governo da República e demais Poder Político que levem a cabo a única acção justa, válida e urgente;

 

A RENACIONALIZAÇÃO IMEDIATA DOS CTT – CORREIOS DE PORTUGAL.

 

Convidamos por isso a Comunicação Social e todos os que a nós se queiram juntar (respeitando como é obvio, rigorosamente,  o distanciamento necessário previsto nas medidas de combate à infecção pelo COVID-19) a estarem connosco no…

 

DIA 6 DE NOVEMBRO DE 2020

 

Entre as 10h00 e as 11H00

Junto à Sede da ANACOM

Av. José Malhoa, 12 – Lisboa

Onde entregaremos um documento.

 

Entre as 12H00 e as 13H00

Junto ao Gabinete do Senhor Ministro das Infraestruturas e Habitação

Av. Barbosa du Bocage, 5 – Lisboa

Onde entregaremos um documento.

 

Na certeza do vosso bom acolhimento a esta nota e ao convite que vos endereçamos somos, com os nossos melhores cumprimentos,

 

A Direcção Nacional do SNTCT

 

Partilhe esta notícia

Veja também...